A MENTIRA E A VERDADE

A MENTIRA E A VERDADE

Marcos Olavo

 

O dia acorda bem cedo,

O dia explica para minha alma perdida,

Sem falar na voz tão cansada,

É um suspiro do tempo em pranto.

 

Porque se foi sem bater na minha porta,

De tantas mentiras, de tantas verdades,

De tantos erros, de tantos medos,

De tantas perseguições, de tantas explicações.

 

Eu choro no meio do caminho,

Nem sei da alegria, nem sei do orgulho,

Tudo se perde em minha frente,

A luz bate em meus olhos,

E não posso esperar tanto.

 

Estou na minha lembrança doce,

A cura que cai em mim,

E se banha em meu corpo,

E se levanta da dor desse mundo.

 

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas