AUSÊNCIA… ESSÊNCIA

Talvez o presente seja caro

De muitos dólares, reais ou euros,

Talvez sejam carros, joias raras ou mansões.

 

Talvez eu não tenha nada

E colha uma rosa amarela no jardim da vida

Ou até, suplique as flores que me emprestem um pouco do seu perfume.

 

Talvez o maior presente seja a presença,

Ou a ausência apenas do corpo.

Talvez eu sinta vergonha

E me oponha a esse consumo sem freios.

 

Talvez eu apenas agradeça

E minha amizade eu lhe ofereça,

Todavia, isso seja o mínimo que posso lhe dar.

 

Talvez eu sonhe e te faça realizar,

Mas em verdade, acordar não faz sentido.

 

Talvez, a dúvida não exista,

Eu sei que o que temos é real.

Talvez eterno, talvez perdure,

Talvez amigas, talvez irmãs.

Sempre almas unidas em energia

Com muita graça e esplendor…

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas