Beatriz e a Festa dos Brinquedos Mortos

PARTE 1
Uma bela manhã de Segunda nascia…Quando a jovem Beatriz desce as escadas de sua casa pós
uma noite mais uma vez intranquila de sono.Tinha umas visões estranhas de bichos entrando em sua
casa,olhava a cortina rondava uns barulhos estranhos.Fazia tempo não sabia o que era dormir bem.
Seus pais desconfiavam que ela não andava bem,costuma andar com umas moças do bairro até
altas horas, sempre discutiam se era certo a menina aos 15 anos de idade andar e perambular tanto.
Tinham receio de soltá-la no mundo,sabiam que ela estava crescendo mas não queriam perder o
melhor lado de sua amada Biazinha que era sua aparência e modos infantis de ver à vida.
Como gostavam de ver sua filha lambendo um sorvete enorme e brincar com os bichinhos de
pelúcia que tanto gostava um ursinho,uma tartaruga,um pokémon vários brinquedos e bonecos até
um soldadinho de chumbo.Tinha uma certa relação de intimidade com eles muita vezes pareciam
que eles reconheciam sua voz e os seus carinhos.
Na escola onde estudava era uma menina popular e tinha bastante amigas,só se via ela andando
em grupinhos pelos corredores,todos gostavam de seus últimos penteados suas fotos em viagens
com os bichos que adorava em uma de suas viagens tirou uma foto com uma camaleão no
braço,onde foi assunto por vários dias na escola os garotos todos gostariam de sair com
Beatriz,alguns gostariam de tê-la mas não gostavam do seu lado de menina e sim de suas curvas
já estonteantes.
Essa sua fama e popularidade atraia muita inveja,havia uma menina chamada Teresa que sempre
observava Beatriz e suas amigas era um caso clássico de inveja e revolta.Teresa era branca quase
pálida e muito alta e magra e era caçoada de várias maneiras por sua aparência e timidez,o que a
levava a ser sombria e bastante reservada gostaria de estar no papel de Beatriz,diziam que fazia
parte de uma religião sombria,mas nada sabiam sobre ela.
Beatriz vivia uma vida feliz e de tudo que ela queria tinha seus brinquedos seus pais maravilhosos
Tãnia e Roberto,mas seu lindo paraíso estava prestes a desmoronar,Em uma festa ou baladinha que
costumava sair viu Alan o menino que gostava beijando uma menina da sala.Saiu abalada chorando
muito e subiu as escadas com muita pressa chorando e reclamando aos berros:
__ Não suporto essa vida de adulta queria viver com os meus brinquedos cansei dessa vida de
falsidades!
2
Assim dormiu um sono cansado e encardido assim que deitou se afundou em pesadelos muito
estranhos,estava em um lugar estranho uma floresta com um coelhinho esfarrapado vestido de
preto.Ela tomou um susto quando viu que ele era diferente.ela chegou e disse:
__ Olá !Coelhinho como vai?
Ele respondeu::_Olá,minha jovem que faz aqui nesse pedaço de mundo castigado?
Beatriz notou que levava um volume no bolso,certamente ele guardava alguma coisa. E disse:
__ Não sei.Que lugar é esse?Quem é você?Está com algo no bolso.Socorro !!
O coelhinho deu um pulo e disse :__Relaxa Florzinha,me mandaram ver como você estava é só
você deixar colar seu corpinho gostosinho com o do coelhinho.hhihihihiihiahaa
Ela se assutou ainda mais quando o coelho tirou as calças e saiu correndo para agarrá-lá,quase
conseguiu apesar de pequeno tinha mãos fortes parecia que ia agarra-la para coito ou então matá-lá
se sentiu dominada quando uma lãmina partiu cortando seus braços e algo duro nas suas genitais
parecia que ele estava a estuprando e ao mesmo tempo esfaqueando,o pavor e o medo de morrer nas
mãos dele aumentava até que olhando a cara do coelho se viu desmaiar e depois de muito tempo
acordar no seu quarto cansada e com as mãos todas suadas e o corpo todo cortado de sangue.
Beatriz foi hospitalizada e o seu caso acabou na polícia,como poderia uma menina saudável e
tranquila amanhecer cortada e ensaguentada?Logo se pensou quem poderia ter entrado e invadido o
quarto e a casa da família?Quem faria algum mal à uma menina recém-saída das bonecas e recém
adolescente ?O caso era um mistério e quando foi interrogada na polícia.Beatriz apenas disse que
teve um sonho estrranho e macabro mas se contasse a todos ninguém acreditaria,portanto apenas
sonhou com um coelho estranho e um lugar estranho que parecia um nada.
Quando o caso veio à tona na região,os pais decidiram preservar à filha,mas saiu em alguns
lugares o caso misterioso,disseram que estava encapetada,outros diziam que era viciada em se
cortar e espalharam boatos diversos dos mais absurdos.Beatriz ficou em choque vários dias tiveram
que contratar um psicólogo que disse que era algo da sua imaginação,aconselhou para de ver filmes
com animais e de terror.
Depois de vários dias afastada quando chegou na escola era amplamente ridicularizada,perdeu
sua fama de menina bonita e popular para alguém indesejável,onde passava todos não queriam
conversar,acabaram as festas e o seu amado Alan estava longe com a menina que ele escolheu no
seu lugar,ou seja sua vida e tudo que tinha de melhor tinha acabado.Começou a se deprimir e se
fechar e acahar sua vida uma bosta,ficou uns dias naquela escola até não aguentar mais às ofensas e
mudar de escola,Teresa pareceu se agradar e gostar dessa situação misteriosamente não falou nada
apenas lamentou o ocorrido.
Ter que sobreviver depois de tudo é complicado,parecia um pesadelo onde gostaria de sair e
3
mergulhar na imaginação com seus bichinhos Pareciam tão fofos e lindos menos aquele coelho
maldito.Até hoje nunca tinha tido nenhuma frustração com seus brinquedos.
Todo dia após chegar da escola os via e desejava que fossem reais,não aguentava a realidade
parecia que necessitava ser transportada para um conto,mas tinha medo de encontrar um animal
ruim como foi o coelho,imaginou como seria se cada brinquedo fosse um estrupador em potencial
como o coelho sinistro do sonho.E o pior o sonho parecia bastante real.
Passado mais alguns dias do ocorrido,acabou tentando esquecer as feridas foram cicatrizando
graças a um bom tratamento médico tanto físico quanto psicológico a vida foi pouco a pouco se
normalizando e ela começou a estudar na nova escola a se integrar aos poucos iam gostando da
imagem dela,o tinha voltado a ser à menina brincalhona e dócil e largou o papel de jovem esperta e
mais rodada.
Essas atitudes faziam dela não muito feliz mas ajudavam a apagar as memórias da outra escola
e agora estava sozinha o sentimento de solidão a pegava muito forte,s os pais nunca saciariam o
desejo de socializar da jovem e acabar com suas contradições de começo de adolescência.Apesar
de vir de uma família estabilizada sofria muito com essa transição e não sabia como seria o seu
futuro,passou a se sentir desmotivada e largada sempre solitária sem um lugar no mundo,uma
depressão à tomou conta facilmente.
Todoa dia queria combater essa frustração com o ocorrido com o sonho que não se realizou e o
pesadelo que a aterrorizou pra sempre do coelho.Nem nos seus brinquedos poderia confiar ,de novo
pegou cada um deles o amado pokémon,o bravo soldadinho de chumbo e levou todos eles para a
cama antes de dormir,parecia que ela queria que eles conversassem com ela,foi quase como um
ritual macabro e solitário no meio da madrugada,mas nada aconteceu e assim foi por dias e ela foi
perdendo a fé nessa história e aceitando a realidade.Era uma menina que gostava de brincar e
imaginar ,mas não era louca.
Quando seus pais ouviam ela falando horas sozinha no quarto sabiam que ela estava buscando
uma companhia, agora que estava fora do antigo colégio,perdera seus amigos e sua alegria.A sua
vida era se encolher no quarto e estudar e ficar vendo vídeos no computador.A solução seria
matricula-la no curso de inglês e ocupar sua agenda como tentativa de fazê-la sair do isolamento e
voltar ao estado de antes.
Resultado continou a sair mas quando chegava era o isolamento e a retração perante os pais e
a família,nada parecia fazer sentido e no quarto o ritual se repetia sempre trazia um boneco para ver
se falava se interagia com Beatriz ,ela desejava do fundo do seu coração que eles estivessem vivos e
falassem com ela,mas nunca isso seria possível brinquedos são de madeira ou de borracha alguns de
4
outros materiais e outros virtuais.Nada podia realizar esse seu sonho esdrúxulo.
Cada dia que chegava no quarto para dormir,não conseguia pegar no sono e tinha mais vontade
de ver um brinquedo vivo para brincar conversar e abraçar,desejo esse que nunca se concretizava e
depois que olhava-os colocava na cama e nada acontecia .Com a repetição resolve parar um pouco
com essa fixação mal resolvida se frustou e tentou se entrosar na nova escola e fazer amigos reais
Nessa nova escola até aqui todos simpatizavam com ela então fazer amigos seria muito fácil
como era tão comunicativa,graciosa e bonita e com gostos interessantes teria lugar na aldeia das
meninas mais populares.As vezes quando passava para lanchar depois da aula de português e jogar
handebol na hora do recreio ela mal percebia mas havia alguém obervando uma figura escura de
capa preta. No meio do jogo de Handebol resolveram tirar uma foto que deu bastante o que falar
entre elas. O que seria aquela criatura de capa preta e o rosto coberto no meio da foto?
Beatriz olhava e não acreditava,suas amigas gritaram de medo e disseram:__ Beatriz o que é
isso?Uma brincadeira do seu celular?Que troço mais esquisito.Resolveram mostrar a diretora e ela
não teve argumentos diante da figura medonha que apareceu na foto com as meninas perguntou se
alguém tinha pregado uma peça ou era montagem,ninguém conseguiu explicar essa situação.
Ela chegou à conclusão que era um espírito e resolveu ir ao centro espirita mais próximo.ao
contar à sua mãe foi obrigada a entrar na roda de passe,depoia na desobsessão as pessoas pensaram
que ela estava com um espiríto obsessor.Nunca tinha visto nada igual os mediuns se debatiam as
pessoas falavam parecia um transe ! E ela mesmo foi rodando rodando e de repente caiu !!.Várias
horas depois acordou em uma cama de hospital e se perguntou como foi parar lá.
Sua mãe que estava ao seu lado na cama reespondeu dizendo que tinha passado mal no centro
e não sabia o que poderia ter acontecido se ela foi possuida por um espiríto.ou teve um ataque
epileptico. Por um tempo ela se controceu gritou e começou a vomitar uma gosma peçonhenta todos
sairam correndo e ela quebrou tudo que via pela frente pulou em cima de um médium e o arranhou
suas mãos ficaram pretas e sua face mudou,depois caiu no chão do centro e em poucos minutos uma
ambulância chegou para leva-la ao pronto socorrro.
Quando estava no hospital pela segunda vez por um motivo estranho tal como acordar marcada
de sangue após sonhar com um coelho assassino e ter um tipo de surto ou posessão demoníaca no
meio de um centro espírita,tinha certeza que estava sendo perseguida por alguma força estranha
algo que estava fora de sua compreensão.
Aliás quem seria a pessoa ou “entidade”se é que se pode chamar aquilo de pessoa da foto?Será
que era algum espírito endemoniado ou aquele que quis tomar o seu corpo no centro e o que isso
tudo tem a ver com o sonho do coelho que falava e quis estrupra-la e matá-la?A situação levava
uma confusão geral que nem de longe podia ser resolvida tiha que se investigar enão sabia como e
5
quem poderia desatar esse novelo de lã.
Pois foi naquele dia mesmo que procuraram um espirita para poder decifrar o mistério de tudo
que estava acontecendo.Sua mãe buscou em um centro diferente daquele aonde Beatriz foi e fez
aquele estrago imenso, quando estava inconsciente no surto.Seu nome ficou mal falado nas
redondezas a família sabia que estava acontecendo algo sobrenatural e tinham que ter algum indicio
para poderem resolver.
Depois de muita busca encontraram um homem chamado Charles,se dizia espiritualista de
vários anos e podia ver e ouvir os espiritos e diz que podia expulsa-los se soubesse sua intenção
ruim e o convencesse a pará-lo e falou também que já tinha resolvido casos piores que o de Beatriz
para gente importante. A mãe de Beatriz achava isso tudo muito arriscado,porém não achava
explicação lógica para eses casos e Charles cobrou bastante caro pelo serviço devido à sua fama
tinha esperança de resolver algo que a medicina não conseguiu.Beatriz no hospital até agora não
tinha uma informação ou diagnóstico do que podia ter acontecido nem a possível epilepsia cogitada
quando o caso foi passado à limpo.Tinha um vômito gosmento verde e quem viu parecia ter visto
algo digno de filme de terror dos mais pesados e aterrorizantes.
Na tarde da Quarta- feira.Charles apareceu na sala levado pelos pais de Beatriz,era um cara
alto magro pálido e usava ternos pretos,ele resolveu ter uma conversa com ela sobre o ocorrido
desde o início.Pós breves apresentações ele a perguntou como ela chegou a essa situação se ela
tinha visto algo estranho em casa,se escutava vozes estranhas se tinha alguém que não gostava dela
ou algo assim.
Beatriz respondeu:__ Não sei,tudo isso é muito estranho,gosto muito dos meus brinquedos e
um dia pareciam que eles estavam vivos pra mim era o que eu sentia,mas aconteceu um dia que eu
sonhei com um coelho que falava e parecia que estavamos em um lugar como vácuo e ele quis
abusar de mim e depois me matar e eu acordei toda ensaguentada, Depois apareceu um corpo
estranho na foto que não conhecia esses dias,foi isso que aconteceu comigo. Não sei se continuar
assim aonde acabarei como isso tudo acontecendo.Ia quase chorando e entrando em desespero
absoluto quando Charles a interrompeu.
Ele franziu a testa e colocando a mão no queixo respondeu:__Me dê a foto com essa entidade
para observar,me parece a obra de um obsessor ele está se apossando das coisas ao redor e talvez
agora quer se apossar de você,tenho que rastrear o espírito da foto e procurar saber a orientação dele
e tentar parar com a obsessão.Vou deixar um escudo e energético no seu corpo por hora para ele não
te invadir espere um pouco.
Ele passou as mãos nos ombros das da menina com carinho e passou a energia necessária para
protegê-la,o astral dela se modificou sentiu que poderia ter tranquilidade no meio do caos que se
6
encontrava e na loucura em escala progressiva total dos últimos tempos.
Charles teria que ter pistas o suficiente para começar a investigar e ligar os fatos,como detetetive
experiente na arte de investigar os casos ele pensou que poderia se tratar classicamente de um
espírito obsessor,mas ele deveria saber de onde viria e como faria para cessar essa obsessão.Teria
que falar com seu guia e procurar o espírito zombeteiro que podia estar fazendo a gracinha com os
brinquedos e sair na foto ele mesmo e o mais cruel machuca-la fazê lá sangrar e sair em uma
espécie de surto psicótico.O primeiro passo seria pegar a foto e investigar com um guia experiente
parar poder rastrear de onde aquele espírito estava vindo seria um espírito ruim demoníaco ou
apenas com uma brincadeira que saía dos limites.
A roupa que o espírito estava usando na foto com as amigas de Beatriz era negra um capuz
imenso que escondia uma cara velha e inchada dentro de uma túnica preta,se tratava de uma cara
muito feia vendo na lupa no zoom no máximo,parecia uma bruxa velha.Nesse momento ele lembrou
que esse espírito parecia com aqueles que faziam partes de pactos com as trevas com alguém vivo
para realizar algum trabalho ,pouco a pouco começava a formular o enigma,mas tinha que saber de
onde vinha na terra alguém com essa intenção de antigir a pobre menina usando objetos vivos.Era
obrigado a pensar de novo foi à casa de Beatriz que se recuperava da temporada no hospital aind a
muito fragilizada não sabia se continuaria nesse ano letivo.
Um dia de Quarta-Feira novamente ele vai à casa de Beatriz e a encontra pouco a pouco
recuperada,disse que não queria machuca-la ainda mais, começou a se envolver com aquela moça
que parecia criança ria como criança,mas já era quase uma adulta para ele,,Começou a ter um
interrogátório mais intimo as portas trancadas no quarto da menina.
Sem mais delongas ele começou:__ Beatriz,sei que é difici l mas tenho que seguir minha
investigação esses fatos que ocorreram contigo não foram à toa foi uma obra de gente muito cruel
espritos malignos envolvidos,existe alguém que não gostasse de você e pegasse um ódio
eterno,você prejudicou alguém seja franca,não contarei a seus pais.
Ela disse que nunca ninguém tinha ódio a ela,apenas muita gente com inveja principalmente do
menino que saia há poucos meses.Era a menina mais popular e ao mesmo tempo vivia um conto de
fadas uma mistura de criança inocente com uma mulher perigosa na sedução e na beleza que
contagiava os homens à sua volta. Pensou em todos que a invejavam lembrou de uma menina
estranha no antigo colégio que estudava que usava roupas negras e não falava com ninguém e usava
um crucifixo enorme no pescoço.,o modo que ela era antigida pelas outras e a raiva que ela
sentia,achou que ela era a pessoa mais estranha que já.viu.
Charles escutou e achou que precisava estudar essa pessoa,olhou no quarto de Beatriz e viu
como era organizado e os famosos brinquedos que estavam guardados em mais variados lugares na
7
mais perfeita ordem. Seria um caso de transmorfação?Onde os espíritos podem entrar em objetos
materiais e transforma-los sem seres vivos com sua aura.
Charles era um epiritualista renomado como também era um esmero pesquisador resolveu
investigar Tereza,o elemento estranho e rival no antigo cenário de conquistas de Beatriz.Com o
nome de Tereza completo e informações retiradas do site do antigo colégio,ele buscou o endereço
da casa da menina e resolveu ir buscar algumas pistas,como bom detetive ficou observando e
tirando fotos do local,de cara percebeu uma casa velha e abandonada pensou como aquilo ainda
podia estar de pé?Logo notou uma cruz em frente a casa os pedaços de madeira e tijolos
caindo,apesar do crucifixo parecia estar vendo algo saído do inferno uma casa inabitável até um
morador de rua recusaria uma oferta de residência naquele local.
Ele ficou vendo o local de longe observou alguns morcegos voando.Ali era cheio de vegetação
umas árvores velhas que só atraiam bichos estranhos como esses morcegos sedentos de sangue
voando com suas asas pretas e dentes de ratos,era como diziam que os morcegos eram ratos com
asas assim era o dizer milenar que ultrapassou as gerações.
São ratos com asas profundamente mais escuros e misturados com a noite que era o seu habitat
natural.Ficou observando aterrorizado sentiu uma presença ruim seus guias espirituais estavam
alertas quando apareceu uma mulher andando em direção a casa e atrás vinha uma menina que
aparentava ter no máximo uns 16 anos,ela trazia a menina pelas orelhas vociferando e gritando
alto,não conseguiu escutar o que era da distância que estava.
As duas estavam vestidas muito estranho,um vestido longo preto e uma espécie de crucifixo que
parecia de madeira fincados no pescoço cruzando as fronteiras dos seios e um véu branco na
cabeça,pareciam extremamente religiosas católicas ou algo que nunca tinha ouvido falar na sua
jornada de detetive e espiritualista.Observou a cena mais de perto para colher informações preciosas
e reparou que a menina era a tal amiga de Beatriz do antigo colégio: Tereza,realmente parecia que o
que tinha escutado sobre ela era verdade logo era uma suspeita forte de algo bastante estranho.
Os Gritos da mulher se elevaram bastante ela dizia:__VOCÊ É UMA IMPURA ,ESTÁ
DESRESPEITANDO SEU PAI OS PRINCÍPIOS DA NOSSA ORDEM QUE EU FAÇO,NÃO
BASTA OS ENSINAMENTOS DA RELIGIÃO,VOCÊ NÃO QUER ESCAPAR DO
APOCALIPSE !!!
A menina começava a chorar e soluçar de raiva,tristeza e amargura e da casa vinha uma
porção de gritos e pancadas,os morcegos se espantaram e voaram e Charles chegou mais perto e
estava escutando pela porta,mas logo sentiu o campo energético denso e estranho.Uma fumaça saia
pela janela,pediu ao guia espiritual para observar o que se passava e ele se assustou um cachorro
imenso e babado de três cabeças guardava o local,mas ele disse que a casa estava blindada com
8
energia maligna e negra,Tereza estava dormindo assustada e chorando muito.Parecia que ela
gostaria de fugir das trevas mas algo a prendia aquela casa à autoridade e a dependência da mulher
à mantia ali,com medo e assustada em um quarto escuro cheio de imagens de magia negra e
rituais.Era uma casa e um show de horrores ao mesmo tempo,sabia que a inimizade de Tereza com
Beatriz poderia ter acendido um foco de tensão de energias ruins vindas das trevas dessa casa.
O caso de Beatriz estava começando a ser melhor investigado,sabia que tinha um foco de energia
maligna nesse local,mas o que tinha feito esses efeitos na vida da pobre menina vitima de tais
figuras crueís ?
PARTE II
A tarefa de Charles por uns dias era observar junto com os espiritos a dinâmica estranha
daquela casa,investigou Teresa e por onde ela andava.Parte das vestimentas estranhas e o
isolamento ao ir para a escola todo dia sozinha e à chegada aos gritos na casa ,os espírtos viam o
terror e a ansiedade a angustia que a pobre sentia naquela casa,a avó ficava em um cõmodo isolado
aonde praricava atos insórdidos com pobres animais e uma luz verde era recorrente ente,algum guia
conseguiu ver um pentagrama naquele cõmodo o que era estranho em um lar de fanáticos religiosos
católicos ou evangélicos e cristãos.
Certamente era o palco de um ritual estranho e macabro só faltava a confirmação concreta
Charles sentiu vontade de invadir a casa e impedir que ela continuasse,certamente teria alguma
relação com o caso de Beatriz mas não tinha como comprovar até isso,apenas as suspeitas já velhas.
Agora a dúvida seria se Teresa seria utilizada como cobaia ou seria responsável pelos rituais
de transmutação utilizados naquela casa.Andava sempre quieta,chorando muito e amargurada pela
sua vida horrível aturar quase todo dia as ofensas e os escãrnios dos colegas das escolas locais,às
vestes escuras longas e restritivas branquitude suas olheiras horrendas,transcendiam sua fragilidade.
Enquanto isso na casa de Beatriz sua vida transcorria naturalmente,quando deitava lembrava
dos brinquedos como era bom brincar,mas sua vida não lhe dava alegrias deixou seus
interrogatórios insanos com os brinquedos e voltou a focar nos estudos nessa nova escola tentando
recomeçar pós os fatos pertubadores que ainda rondavam à cabeça ,tudo isso era muito para uma
menina de 16 anos que não queria crescer agora.
Um dia resolveu estudar para uma prova de Geografia e ficou na mesa estudando muito quando
não viu o tempo passar e foi capturada pelo sono,já quase babando a doce criança dormiu e viu seus
amados brinquedos virem ao seu encontro era tão quente e acolhedor e fofo aquele coelhinho esse
era bom e puro como ela era totalmente entregue pensou que estava no paraíso quando algo na casa
saiu do comum:
9
_AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! Um grito ensurdecdor saiu pela casa e o
sangue jorrava na entrada da sala com a cozinha e todos correram em pânico para ver o que tinha
acontecido.
A mãe de Beatriz virara um defunto e estava toda perfurada com requintes de crueldade e furos
jorrando sangue por todo o corpo e Beatriz correu e para à sala e chorou muito com a cena horrível
caiu agarrada ao corpo da mãe desejou morrer e jorrando sangue uma resta de um boneco saiu pela
Janela,enquanto isso o pai de Beatriz desesperado chorando chama a polícia e tenta acalmar a
filha,mas o desespero era grande.
Só se ouviam os passos pela casa eram os brinquedos andando e falando com armas e facões
eles pareciam querer fugir após a morte da mãe de Beatriz :Tânia.Ruídos e grunhidos os brinquedos
viraram máquina de horror pela cidade acharam que era gente fantasiada,mas eram pequenos e
assustadores parecia que eram seres vivos como podia uma coisa dessas !! Era a gangue formada
pelo Coelhinho inofensivo ,um Pikachu,um Cowboy e alguns ursinhos de pelúcia com olhos
vermelhos e assustados.
Após essa surrealidade e essa coisa inimaginável os dois correram muito e o pãnico tomou conta
dos dois,agarrados chorando ligaram para a polícia que quando soube achou que se tratava de mais
um trote de desocupados,mas logo o carro da polícia veio para checar os corpo e constatou que ela
tinha sido assassinada e os policiais não cairam nessa história dos brinquedos.
Foram os boatos na cidade que se espalharam rapidamente que criou uma calamidade
publica,onde o exército e uma equipe de cientistas estva a investigar o que de fato estaria
acontecendo e a casa de Beatriz foi toda isolada e o corpo foi levado ao IML lugar onde se levam
os mortos para fazer a autópsia.
Logo quando o corpo da pobre mulher violada e morta é colocad na maca prestes à ser levada
para o IML,quando um menino surge na esquina da casa de Beatriz conversa com uma menina
bonita e bem jovem branca e com cabelos pretos ela pergunta:
__ Que aconteceu com eles?Quem é ela?
O menino pensou um pouco e respondeu:
__ É a casa da Beatriz a menina que estudou no CEM aqui do Bairro e era famosa.A mãe dela foi
morta misteriosamente,disseram que foram os brinquedos assassinos.
A menina disse que se lamentou e e olhou com ar de pena e pensando muito na desgraça dos
outros se recolheu e ficou sem palavras.
__ O menino pergunta:Conhecia ela?
Ela respondeu:
__ Não,Nunca vi.
10
Beatriz andou e logo se pois à frente de uma árvore velha a pensar como seria a vida após a
morte da mãe,depois parecia que Beatriz a conhecia de longa data e chorando muito quis alguém
que a consola-se nesse momento tão difícil e viu que a menina se comovera da sua dor de perder a
mãe de uma maneira tão incomum e brutal.
E pela primeira vez mostrou um afeto por uma menina tão bonita como ela e com feições de
criança e suas almas se encontraram espiritualmente de algum modo,sentiu que só ela podia
consolar sua miséria e instintivamente pela primeira vez viu a menina não como uma possível rival
e levantou a mão como um cumprimento à uma conhecida de longa data.
A menina respondeu e acenou com a mão… O olhar das duas cruzou o tempo naquela tarde tão
cruel e após isso parecia que o mundo parava para as duas e a existência das duas naquele tempo fez
algum sentido.E o menino seguiu na sua bicicleta não se sabe pra que esquina e pra que lugar.
Enquanto isso nos arredores da casa de Teresa no outro lado da cidade…
Nas proximidades da casa de Tereza no Bairro da Santa Fé no outro lado da cidade,Charles
pressentiu toda a tragédia daquele dia.Sentiu um aperto no peito o vento soprou de forma fria e ao
contrário da direção comum sentiu que algo ruim havia acontecido,logo a proteção que tinha feito
à Beatriz tinha cessado e por coincidência à luz que saia da casa era verde e assustadora,por um
momento pensou em chamar um guia para ajudá-lo a desvendar esse mistério infernal,quando seu
instinto de homem falou mais alto decidiu arrombar a porta e entrar com tudo na casa e parar essa
espécie de Ritual macabro que estava acontecendo há meses e hoje chegava ao ápice o reflexo de
um pentagrama e uma luz verde ofuscante saia das brechas da casa.
Preparou os ombros e fez um movimento de tomar força indo pra trás para dar com à força do
impacto do movimento do seu corpo colocado aos ombros para tentar derrubar à porta,quando
escutou umas risadas ensurdercedoras e terríveis com uma voz sinisrtra dizia:
__ O SEU DESTINO SERÁ FEITO AGORA POR ELES ,MEUS FILHOS ESTÃO POR AI E
VOCÊS VÃO SE RENDER NOSSASFORÇAS VÃO MANDAR,VOCÊ NÃO VAI IMPEDIR!!
Charles empurrou à porta com toda força e acabou caindo junto com parte da casa ,uma mistura
de gritos de animais e da própria Teresa a pobrezinha que beirando à loucura saia para ver o que
aconteceu,quando ele levantou do golpe logo viu uma casa velha e despedaçada quase caindo,mas
ainda suportando o peso deles Tereza saiu desesperada apenas chorava e quis ajuda de Charles.
__ Me ajuda!Por favor,já não aguento mais,estou mantida como escrava eu errei mas me
arrependi amargamente,me salve te suplico.
Charles não falou nada,a segurou nos braços e trouxe para o seu lado e de quebra os dois
11
presenciaram marcas de sangue,uma gritaria vindo de um cômodo isolado do casebre naquela luz
verde estranha,sabia que tinha alguma entidade maligna esperando,a verdadeira luta contra o mal ia
começar ali.
Preparou sua bolsa com um kit para tentar desfazer esses rituais que deveriam estar sendo
praticados naquela casa,ao mesmo tempo sentiu medo e terror mas tomou pouco de coragem para
proteger as meninas que dependiam dele nesse momento pensou em Teresa ali à sua frente triste e
desesperada e a pobre Beatriz e quantas outras vítimas podiam estar sendo feitas agora,mal ele
sabiam o pânico que os brinquedos faziam na cidade.
Teve que pegar uma espécie de canivete iluminado que era utilizado para contenção de
espíritos do mal.Logo quando ele levanta o canivete iluminado um brilho cristalizado ilumina a casa
inteira diminuindo à luz verde do imenso pentagrama que estava afundado no chão da casa e logo se
viu o espaço realizado para os rituais as facas e um imenso caldeirão de bruxa velha e umas ervas
estranhas a luz lutava contra a energia do pentagrama que estava acoplada na casa e na
mulher.Teresa tinha um medo enorme e chorava e falava que queria escapar dessa mulher maléfica
que tanto fez mal à sua vida,disse que ela se fingia que era cristã mas era uma ocultista e satanista e
não sabia nada sobre ela mais..
No meio do pentagrama se viu uma cena fantástica ao mesmo tempo um enorme serpente e um
cão de três cabeças vieram atacar Teresa e Charles,já a essa altura a luz ia abaixando quando o cão
estava quase babando perto dos pobres mortais,de repente o enorme Cachorro cai e A serpente não
conseguia avançar era o guia espiritual que havia trabalhado no centro dos fatos de repente ele
aparece e só Charles consegue enxergar era um um homem branco alto com umas vestes brancas
imensas e brilhantes.
__ Amado discípulo vim te salvar você e todos que estão envolvidos nesses rituais de
transmutação que essa alma perversa está fazendo,o universo todo vai conspirar contra para voltar à
ordem,teremos que parar com isso tirando o seu colar antigo dos tempos da bruxaria da idade
média que faz a transmutação,fenômeno que prende almas a receptáculos vivos e animais.Tudo leva
a crer que essa pobre alma que está a seu lado foi utilizada por essa outra mais perversa e atrasada o
estágio evolutivo para fazer o mal que está varrendo a cidade veja só.
O guia tocou levemente em Charles e ele viu um pesadelo que estava acontecendo na vida de
todos. Os brinquedos em um bar tomando cerveja e as ruas desertas muito sangue e corpos jogados
no chão no caminho e confusão a polícia e o exército estavam no encalço e todo mundo comentava
esse episódio bizarro e assustador como que diabos isso podia acontecer?
Em uma outra visão viu o enterro da mãe de Beatriz,era um espiritualista sabia que ali não era
o fim…Mas ver simplesmente a menina chorando e se acabando,alguém tão doce e inocente e cheia
12
de vida …Se sentiu tocado por uma sentimento por ela quis defendê-la como se fosse a si mesmo.
Olhou para frente e viu à luz muito grande apesar de detetive e espiritualista não podia se
envolver nessa batalha espiritual era um mero humano.A Avó de Teresa era humana mas tomada por
essa força ficava invencível,as forças e energias espirituais entraram em um combate intenso até
cair em um cabo de guerra uma luta de energia no meio do círculo que ia dimininuindo,Tereza
nunca tinha visto algo assim sentiu que tudo ia pelos ares e se a avó vencesse o mal ia triunfar e ela
poderia fazer coisas piores e mais terríveis,Mas ela lembou bem desde que a avó começou a fazer os
feitiços sabia que eles começaram com o desejo de antigir Beatriz e fazer apenas o mal,programou
e organizou almas perdidas de bandidos para encarnar nos brinquedos do quarto de Beatriz,um
perigoso estuprador e assassino era alma verdadeira do coelho e outros demais assaltantes e
pessoas que estavam pagando crimes e erros e voltaram perto do campo vibracional da Terra.
Um flasback naquele minuto tomou a sua cabeça viu Charles caido por um choque de energia e
a figura do guia iluminada por uma luz dourada e forte,até que lembrou dos dias que estava
estudando junto com Beatriz,Lembrou como ela era melhor, mais popular e mais bonita e ela uma
jovem digna de pena ou riso para os outros.
Cansada das ofensas diárias e as risadinhas das outras meninas, voltava em casa desejando atingir
Beatriz.Sua Avó que era uma pessoa misteriosa extremamente cruel pouco falava com ela apenas
para dar esporros e manda-la ir para a igreja ,até que um dia entrou no quarto da menina na calada
da noite e ela comentou de Beatriz a menina popular e desejada e destacada aluna,queria um meio
de fazer mal a ela,fazê la sangrar e morrer.
A feiticeira velha fantasiada de religiosa trabalhava nos seus experimentos,conforme os meses
iam passando não ficava claro que ela era uma pessoa comum.Às vezes Tereza ia espiar pelo rabo
da porta e via o objeto da transmutação um colar que acendia uma luz verde no meio de um
pentagrama,assim direcionava o espíritos perdidos para os corpos dos brinquedos,àsvezes ria e se
divertia à custa dos infortúnios que à pobre Beatriz passava,esquisito que sempre ela ouvia à voz de
um homem que mandava ela fazer isso quem seria essa pessoa? Porque faria mal à Pobre Beatriz e
sua mãe.
Não sabia mais de nada naquele minuto ela pode cair um pouco para o lado de Charles e disse:
__ Atinja o colar que ela está usando,aproveite que ela esté distraída corra vá para o lado pela
Direita,use seu canivete e ilumine e o destrua de vez !! Váaa !!
Charles correu e não viu o que se seguiu depois o guia não continou com a sua energia e sumiu
no ar e Teresa foi para à frente se jogando ao poder malefíco da sua avó macabra que gritou:
__O QUE ESTÁ FAZENDO SAIA DAI SE NÃO QUISER MORRER GAROTA QUE
MERDA SUA ESTÚPIDA !!
13
Ouvindo esses berros Charles correu pelo lado direito e ouviu o barulho de um corpo caindo e
partiu para o embate final ao tempo que a mulher gritou ele pulou e se aproximando com seu
canivete iluminado consegiu furar o meio do colar que a feiticeira usava para usar sua magia.
Uma vez só o colar foi destruido e Charles foi jogado para trás inconsciente e
gritando:__PORQUE !!! MALDIÇAO,MALDITTOS VOCÊS ME PEGAM VOU VIRAR PÒ
AAAAAH! E seu corpo foi se desfazendo até sumir e a luz foi se acabado e retraindo até que tudo
se foi em uma explosão que se deu um incêndio o casebre apertado foi jogado pelos ares e o corpo
de Charles foi jogado para fora inconsciente mas ainda com vida para fora da área do incêndio que
foi cercada pela policia o corpo de Charles foi hospitalizado e o de Tereza encontrado sem vida.
Assim com o sacrifício dos dois e a ajuda do mundo espiritual a maldição parecia estar desfeita
no bar onde os brinquedos estavam tudo tinha voltado ao normal,pareciam que voltaram à ser
brinquedos comuns e a paz havia voltado à cidade.A polícia e o exército saíram da área.
FINAL
Aos dias que se passaram pós essa batalha tudo havia voltado à normalidade,Beatriz seguia triste e
não tinha começado a estudar depois que a mãe faleceu se perguntava o que tinha acontecido com
Charles?Será que realmente ele tinha conseguido acabar com o mistério dos brinquedos?Não sabia
de nada tinha voltado à vida pacata agora trancada na sua casa virara uma depressiva mas pelo
menos estava viva.Era orfã de mãe agora tinha que superar isso e continuar a viver do jeito que
for.Pelo menos se livrou do pesadelo e ia continuar uma nova vida menos dolorosa.
Enquanto isso no outro lado da cidade,um enterro acontecia ninguém aparecia apenas os coveiros
e um caixão sendo enfiado na terra crua,o enterro da estudante Teresa Maier virou apenas uma
estatística,não tinha amigos na escola e nem na vida e nem família fora criada pela avó e essa após
ter morrido seu corpo tinha se destruido por completo não sobrou vestígio nems nada.Um fim
trágico para um ser humano que sofreu o abandono total em vida.Mal sabiam do seu gesto de
heroísmo há umas duas semanas do que ela era capaz de fazer .
Alguns dias pós o ocorrido Charles acorda em uma cama de hospital ainda tonto,mas finalmente
esqueceu a voz aterrorizante da mulher naquele dia,aos poucos foi juntando o que tinha acontecido
mas tudo era um mistério que ele conseguiu lembrar em partes.
Largou o hospital após a alta e foi falar com Beatriz em sua casa,e disse tudo que passou naquela
casa velha e mal assombrada,ela muito jovem se assustou com a história toda dos espíritos e o
sobrenatural mas achou que tudo não passava da nossa cabeça à nossa possibilidade de acreditar
naquilo que está além da imaginação,se puder imaginar nr que um coelho ou um boneco pode falar
e conversar assim ele o fará para nós.
Depois de escutar isso Charles disse:
__É bem verdade,
Tomando Beatriz com as mãos nos seus ombros cairnhosamente e bem abraçados contemplavam
juntos no quarto os brinquedos e imaginaram juntos o quanto eles podiam ser docéis ou crueís
dependendo de quem brinque com eles.

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas