DESABAFO DE UMA ANTI-HEROÍNA

Eu cantarei de amor tão falsamente!
Dizendo o que tu queres escutar,
Mas por mim, não podes te apaixonar,
Pois para mim, és só mais um cliente.

E eu, para ti sou um corpo, somente!
Um corpo pelo qual podes pagar,
E, portanto, tem que se sujeitar
Aos teus desejos sujos e indecentes.
Tu sabes se sou capaz de chorar?

Ou se já tive sonhos algum dia?

Queres saber se já fui maltratada?

Não! Só queres meu corpo profanar.
Para ti, não passo de uma vadia

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas