Atividade

  • Marcos Santos Nascimento publicou uma atualização 2 meses, 2 semanas atrás

    Na tepidez da noite

    Sob a tepidez da noite,
    sangra o coração com a tua falta
    Desejos loucos percorrem os sentidos,
    Abruptamente sons ecoam aos ouvidos,
    enquanto sangra desordenadamente
    o coração.

    Seguem distantes os olhares ao longe
    fixando no horizonte
    Deveras o amor é uma coisa boa,
    Mas machuca, e nunca consegui
    Preencher essa lacuna.

    Sob a tepidez da noite, alta noite,
    ponho-me a vagar, sem rumo, sem metas,
    Coração desvairado, destemido, sofrido.
    Envaidecido por loucos desejos
    Insanos almejos

    Seguem distantes os olhares ao longe
    fixando no horizonte
    Deveras o amor é uma coisa boa,
    Mas machuca, e nunca consegui
    Preencher essa lacuna.

    Sob a tepidez da noite, alta noite,
    ponho-me a vagar, sem rumo, sem metas,
    Coração desvairado, destemido, sofrido.
    Envaidecido por loucos desejos
    Insanos almejos

    Sob a tepidez da noite,
    sangra o coração com a tua falta
    Desejos loucos percorrem os sentidos,
    Abruptamente sons ecoam aos ouvidos,
    enquanto sangra desordenadamente
    o coração.

    Seguem distantes os olhares ao longe
    fixando no horizonte
    Deveras o amor é uma coisa boa,
    Mas machuca, e nunca consegui
    Preencher essa lacuna.

    Sob a tepidez da noite, alta noite,
    ponho-me a vagar, sem rumo, sem metas,
    Coração desvairado, destemido, sofrido.
    Envaidecido por loucos desejos
    Insanos almejos

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas