O destino…

Com o olhar firme no infinito,
Lembrando aquele amor tão bonito,
Que o tempo não apagou,
E que cicatriz ficou,
Mas foi o destino de nós dois,
Quem sabe amanhã ou depois,
Por aí nos encontramos,
Simplesmente pra saber como estamos.
Sérgio o Cancioneiro

Sou cantor, compositor e poeta rio grandense.

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas