QUEIMA-ME!

Cláudio Dortas Araújo
Oh bela Mulher!
De onde vem Tanto “fogo”, que queima-me
De desejos por ti?
Donde intensa ternura, que pega-me
Desprevenido almejando ficar adormecido,
Mesmo “aceso”, de outras, traquinando em teu regaço
Mais que apaixonante.
Inda vou te encontrar e… frente à frente
Mirarei os teus olhos, para assim poder
“Enfeitiçar-me”, diante de tanto brilho e beleza.
Nesse instante, poder abraçá-la, dar-te para
Sempre o meu carinho, meus cuidados…!
Só pra ver bailar um sorriso “malicioso” e que denote prazer,
Dos lábios teus!

(Claudio Dortas)

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas