Sinto a presença dela a me rondar

Sinto a presença dela a me rondar

Com seu olhar feroz

Respiração ofegante

Um hálito frio

Uma voz baixa a sussurrar

Ela chega de mansinho

Me cerca por todos os lados

Ela é teimosa e temida

Ela também pode ser bela

No seu vestido de cetim

As vezes ela chega cercada de luz

Me embriaga do seu veneno

Me machuca, sinto Dores Tonturas e temores

Acordo atordoada

Abro os olhos e penso

Ainda não foi hoje

Eu venci e vou continuar a lutar

A morte lenta chega devagar,

Silenciosa, audaciosa

Vai tomando as forças

Torturando matando aos poucos

Todos os dias ela chega

Se fraquejar ela leva

Eu luto com toda minha vida

Não vou ceder aos seus caprichos

Quero viver,quero viver muito

Sou muito jovem ainda

Minha querida Morte

Procure outra pessoa

E deixa eu continuar

A minha vida numa boa

Na hora certa pode chegar

Não volte aqui tão logo

Você tem muitos a lhe esperar

Vamos aqui um pacto logo celar

Me dê mais alguns longos anos

Para eu poder me preparar

Prometo quando chegar a hora

Quando dos cem anos eu passar

Pode voltar irei com tigo

Sem reclamar pode vir me buscar

Agora deixe me viver

Ainda tenho muito que viajar ….

 

Meire Quadros

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas