Sou dona do sonho sonhado

Eu sou a boca da noite
Esperando ansiosa o nascer do dia
Sou parte deste alvorecer
Sou tudo que você quis ser
Sou a estrada de terra
No meio de um temporal
Á lama da encosta da Serra
Lá no seu quintal
Sou o acaso, dos casos contados
No balcão daquele boteco
Sou a parte da língua sedenta
Sou morada sem teto
Sou bruxa, sou Santa
Sou aquela que acalenta
Sou a dor de dente noturna
Sou a doçura do nécta da flor
Sou o que quiser ser
Sou dona do sonho, sonhado
Sou sombra e também sou calor
Sou aquela que só tem amor
Sou mãe, amante, donzela
Eu sou mulher
Sou aquela que pare
E apara as arestas
Sou chuva em terra seca
Sou vento, brisa e orvalho
Sou o sereno da noite
Anunciando o amanhecer
Sou quem te encanta
Sou água daquele riacho
Sou selva, sou fogo, sou brasa
Sou dona de sua alma
Sou sua noite calma.
Meire Quadros

Leave a Reply

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas